terça-feira, 12 de julho de 2016

Por que o cometa Halley tem uma órbita tão estranha e irregular




O cometa Halley nos faz uma visita a cada 76 anos mais ou menos, mas a data exata de chegada não pode ser prevista. Uma equipe de astrônomos europeus finalmente chegou a uma explicação para o comportamento errático do cometa.

A última vez que o Halley esteve por aqui foi em 1986, e sua próxima passagem está prevista para algum momento de 2061. Sabemos que ele poderá ser visto a olho nu em algum momento desse ano, mas astrônomos não conseguem ser mais precisos do que isso.

Astrônomos perceberam que a órbita desse cometa fica caótica em um período de tempo de cerca de 70 anos, impossibilitando cálculos precisos. No entanto, um novo estudo publicado na Monthly Notices of the Royal Astronomical Society sugere que essa visão é equivocada, e que a órbita do cometa fica estável por mais de 300 anos.

O artigo também revela mais do que causa essa órbita estranha. Ela é influenciada por diversas coisas, incluindo propriedades físicas sempre em transformação, e também a influência gravitacional de planetas e corpos menores no sistema solar. Juntos, esses fatores fazem o cometa ter uma órbita bastante imprevisível. Além disso, é Vênus – e não Júpiter – que causa a órbita caótica do Halley.

“Fizemos os cálculos mais precisos da história do Halley e dos planetas,” disse o astrônomo Tjarda Boekholt, da Universidade de Leiden, na Holanda. “Para a nossa surpresa, a órbita do Halley era mais fortemente influenciada pelo planeta Vênus e não por Júpiter, o planeta que sempre foi apontado como o mais influente.”

Mas o papel de Vênus na perturbação da órbita do Halley não vai durar para sempre. Dentro de cerca de 3.000 anos, o cometa vai ficar muito próximo de Júpiter e vai sofrer um grande impulso. A partir daí, Júpiter vai substituir Vênus como o principal perturbador do cometa.

“Depois disso as previsões da órbita ficam menos precisas, porque o efeito preciso da gravidade de Júpiter introduz um erro relativamente grande nos nossos cálculos,” disse o pesquisador Inti Pelupessy.

O destino exato do cometa é desconhecido, mas ele permanecerá entre nós ao menos pelos próximos 10.000 anos, e possivelmente por até 10 milhões de anos. Mas em algum momento ele vai evaporar como uma bola de gelo, ou se dividir em dois. Ele pode até ser arremessado para longe do sistema solar em algumas centenas de milhares de anos.

Uma simulação da órbita de oito planetas e do Halley pelos próximos 10.000 anos:


[Monthly Notices of the Royal Astronomical Society]

Foto: Cometa Halley, visto em 8 de março de 1986 (via NASA)

FONTE: GIZMODO BRASIL


←  ANTERIOR PROXIMA → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

HORA CERTA SITE UNIVERSO

Total de visualizações

Participem Fan Page Facebook

Seguidores

PUBLICIDADE

Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas

VISITANTE ONLINE