sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Há cada vez mais evidências de que Vênus foi habitável no passado




Se você pudesse entrar em uma nave espacial que viaja no tempo, voltar três bilhões de anos e pousar em qualquer lugar em nosso sistema solar, para onde você iria? Para a Terra, com seus continentes estéreis e atmosfera irrespirável? Para Marte, uma versão mais fria de seu irmão mais velho? Talvez seja melhor ir para Vênus.

Vênus tem uma reputação ruim por ser um inferno tóxico, mas há três bilhões de anos, ela pode ter sido o melhor local que nosso sistema solar tinha para oferecer – ou pelo menos, quase tão bom quanto a Terra.

Esta hipótese vem circulando há anos, mas está ganhando força graças a modelos climáticos desenvolvidos por pesquisadores do Instituto Goddard da NASA e de outros lugares.

Esses modelos mostram que, por dois bilhões de anos, Vênus poderia ter tido temperaturas amenas semelhantes à Terra e oceanos de água líquida, mesmo recebendo 40% mais radiação solar do que a Terra hoje. Mas isso depende se a Vênus antiga girava tão lentamente quanto a Vênus atual.

“Se Vênus estava girando mais rapidamente, esse cenário não é possível”, diz Michael Way, principal autor de um novo estudo na Geophysical Research Letters, ao Gizmodo. Mas, sob as condições certas, “você obtém temperaturas quase como a Terra. Isso é notável”.

Voltando a atenção para Vênus
A habitabilidade da Terra e de Marte vem mudando ao longo da vida do sistema solar. Evidências geológicas sugerem que Marte era muito mais úmido no passado distante, embora ainda haja o debate sobre se o planeta vermelho teve oceanos de água líquida, ou água congelada sob um manto de gelo.

A Terra, entretanto, oscilou entre estufa e pedra de gelo e estufa novamente, ao mesmo tempo acumulando oxigênio em sua atmosfera e se tornando um lugar mais favorável para a vida complexa.

Mas o que dizer de Vênus? A habitabilidade passada de vizinho mais próximo da Terra recebeu pouca atenção se comparada a Marte. Nosso viés pode vir do fato de que a Vênus atual é tão proibitiva, com sua atmosfera impenetravelmente espessa, nuvens tóxicas e pressão atmosférica quase 100 vezes maior que na Terra.

De fato, quando um planeta transforma várias naves espaciais em uma poça de gosma dentro de segundos, é natural que os cientistas fiquem frustrados e voltem sua atenção para outro lugar.

Ainda assim, só porque a Vênus atual é estranha e terrível, não significa que ela sempre foi desse jeito. Toda a superfície foi reformulada pela atividade vulcânica há cerca de 700 milhões de anos, e não temos ideia de como Vênus era antes disso.

No entanto, medições da razão isotópica de hidrogênio na atmosfera de Vênus indicam que o planeta costumava ter muito mais água – talvez suficientes para formar oceanos.

Vênus foi habitável?
Para saber se se Vênus já foi habitável, Way e seus colegas combinaram um conjunto global de dados topográficos, recolhidos pela sonda Magellan, com estimativas de água e radiação solar para a Vênus antiga. Toda esta informação foi conectada a modelos climáticos globais, semelhantes aos utilizados para estudar as mudanças climáticas na Terra hoje.

Os resultados iniciais foram animadores. Apesar do fato de que a Vênus antiga teria recebido muito mais luz solar do que a Terra moderna há 2,9 bilhões de anos, os modelos de Way previram uma temperatura superficial média de apenas 11 graus Celsius. Há 715 milhões de anos, a superfície só teria aquecido quatro graus – sugerindo que Vênus poderia ter tido um clima temperado durante pelo menos dois bilhões de anos.

Há, no entanto, um problema: esses números são inteiramente dependentes de a Vênus antiga ter uma topografia e características orbitais semelhantes à Vênus moderna. Quando Way rodou os modelos novamente, mas deu à Vênus de 2,9 bilhões de anos uma cara semelhante à Terra moderna, as temperaturas da superfície aumentaram consideravelmente.

“Queríamos ver qual efeito a topografia poderia ter tido sobre o estado do clima deste planeta”, disse Way. “Com certeza, ela teve um grande efeito.” A razão, diz ele, provavelmente tem a ver com as mudanças na quantidade de superfície reflexiva em Vênus, e uma dinâmica atmosférica em transformação.


Pesquisas recentes sugerem que um poderoso “vento elétrico” em Vênus poderia ter ajudado a retirar o vapor de água da atmosfera do planeta. Imagem: NASA

Outra reviravolta fascinante tem a ver com a rotação de Vênus. Em seus modelos iniciais de 2,9 bilhões anos, Way fixou um período de rotação lenta de 243 dias terrestres. Mas quando ele fez Vênus girar em 16 dias terrestres, o planeta mais uma vez se tornou uma panela de pressão.

Isto tem a ver com padrões de circulação atmosférica, chamados de células de Hadley. “A Terra tem muitas células [de circulação] porque o nosso planeta gira rápido”, diz Way. “Mas se você a girar lentamente, você tem uma célula de circulação no norte, e outra no sul, ponto. Isso muda bastante a dinâmica atmosférica do planeta.”

Especificamente, uma Vênus que gira devagar desenvolve uma nuvem gigantesca bem onde os raios do sol atingem a superfície diretamente. Isso transforma a atmosfera de Vênus em um refletor solar gigante. Quando ela gira mais rapidamente, este padrão não se forma.

Vênus e a origem da vida
Embora o estudo não possa confirmar se Vênus já foi habitável, ele aponta para um cenário plausível em que isso poderia ter acontecido. É importante notar que a taxa de rotação de um planeta pode mudar drasticamente ao longo do tempo – a rotação da Terra está gradualmente desacelerando por causa da Lua – e alguns pesquisadores suspeitam que Vênus girava mais rapidamente no passado.

Mas não há nenhuma maneira fácil para nós descobrirmos. Poderíamos obter evidências indiretas, fazendo estudos de população em pequenos exoplanetas rochosos, em órbitas semelhantes a Vênus.

E, se Vênus foi um paraíso agradável por bilhões de anos, é de se imaginar que tipo de apocalipse levou à situação atual.

“Nós realmente precisamos de mais dados antes que possamos dizer mais”, diz Way. Mas, ele acrescenta, o estudo indica que planetas em órbitas semelhantes a Vênus não devem ser imediatamente considerados inabitáveis.

“Quanto a planetas em zona habitável, geralmente considera-se que Vênus não está nela”, diz ele. “E para a Vênus moderna, isso é certamente verdade. Mas, se você tem um planeta semelhante a Vênus em torno de uma estrela do tipo solar com uma rotação lenta, este poderia ser um lugar muito razoável para a vida existir, especialmente nos oceanos.”

Uma Vênus antigamente habitável também abre novas possibilidades sobre a origem da vida na Terra. A partir de meteoritos, sabemos que a Terra e Marte estavam trocando material no passado distante, o que levou astrobiólogos a perguntarem se o planeta vermelho teria semeado o nosso mundo com vida.

Mas se era tão provável que a vida surgiu em Vênus, este é mais um planeta a se analisar. Incrivelmente, não sabemos se existem meteoritos de Vênus aqui na Terra, porque nunca pudemos analisar uma rocha em Vênus para comparar. “Pode ser que a vida tenha começado em Vênus, e em seguida semeado a Terra”, diz Way. “Ou vice-versa.”

Será que Vênus (esquerda) costumava ser parecida com a Terra? Imagem: Wikimedia

FONTE: GIZMODO BRASIL


←  ANTERIOR PROXIMA → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

HORA CERTA SITE UNIVERSO

Total de visualizações

Participem Fan Page Facebook

Seguidores

PUBLICIDADE

Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas

VISITANTE ONLINE